Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista.
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na sessão Sobre a Revista.
  • O texto está formatado com o cabeçalho e rodapé conforme modelo disponibilizado aqui

Diretrizes para Autores

Normas vigentes para trabalhos submetidos a partir de 05/11/2018

A Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente (ISSN 2179-4200) é um periódico eletrônico semestral destinada a publicação de Artigos Científicos, Revisões de Literatura, Relatos de Experiência, Comunicações Breves e, Entrevistas, em diversas áreas do conhecimento. A revista é publicada on-line e tem acesso aberto e gratuito. A partir do v. 10, n.2 de 2019, a revista adota a modalidade de publicação em fluxo contínuo. Desta forma, a revista permanece semestral com 2 números publicados por ano, mas com a publicação de cada artigo imediatamente após o término do processo de revisão e diagramação. 

Idioma

A revista publica manuscritos em português, inglês e espanhol. É aconselhável a publicação em inglês, com vistas a facilitar a divulgação e a leitura do trabalho pela comunidade internacional. Após o aceite do trabalho, a critério dos autores, os mesmos poderão ser traduzidos para inglês ou espanhol, desde que os autores apresentem declaração de tradutor de professor da língua inglesa.

No ato da submissão, caso haja a intenção da publicação em inglês ou espanhol, o autor principal deverá enviar uma declaração, como documento suplementar, se comprometendo a realizar tradução, caso o artigo seja aceito. Trabalhos com intenção de publicação em língua estrangeira terão prioridade nos processos de revisão.  

Categorias dos Trabalhos

Artigo Científico – o artigo deve ser baseado em hipótese científica original e inédita, ainda não testada por meio de experimentação e fundamentadas no método científico, ou seja, com devido planejamento estatístico e discussão com adequada argumentação científica.

Os artigos científicos devem ser estruturados na ordem: título em português, título em inglês, resumo, descritores (palavras-chave), Abstract, Descriptors, Introdução; Material e Métodos; Resultados e Discussão (a critério dos autores estes dois itens podem ser apresentados separadamente); Conclusões; Agradecimentos (se necessário, em parágrafo único) e Referências.

Os Artigos Científicos deverão conter entre 15 e 25 páginas incluindo figuras, tabelas e referências bibliográficas. Artigos contendo menos de 15 páginas poderão ser submetidos, desde que justificada sua importância através de carta submetida ao editor.

Revisão de Literatura – a submissão de uma revisão de literatura poderá ocorrer por meio de convite do editor-chefe ou de forma espontânea. A revisão deve compreender o estado de conhecimento de um tema específico, bem como apresentar um caráter analítico e crítico, contendo sugestões para futuras pesquisas. Devem conter mínimo de 20 e máximo de 30 páginas.

A revisão deverá conter os seguintes tópicos: título em português, título em inglês, resumo, descritores (palavras-chave), Abstract, Descriptors, Introdução; Métodos; Desenvolvimento do tema proposto (com subdivisões em tópicos ou não); Considerações finais; Agradecimentos (se necessário, em parágrafo único) e Referências.

Relatos de Experiência – descreve as estratégias de intervenção e avaliação da eficácia de uma situação prática (ensino, pesquisa, assistência, ou gestão/gerenciamento, de interesse profissional.

Deverá conter os seguintes tópicos: Título (português e inglês); Resumo com descritores (palavras-chave); Abstract com KeyWords; Introdução; Relato do (s) caso (s), incluindo resultados, discussão e conclusão; Referências Bibliográficas. Deve conter entre 10 a 15 páginas, incluindo figuras, tabelas e referências bibliográficas.

Comunicações Breves - São manuscritos curtos, uma forma concisa, mas com descrição completa de uma pesquisa pontual ou em andamento (nota prévia), com documentação bibliográfica e metodologias completas, como um artigo científico original. É adequada para a para a divulgação de resultados preliminares de projetos de pesquisa, resultados obtidos por estudos de campo ou por levantamentos de dados secundários envolvendo pequena complexidade. 

Deverá conter os seguintes tópicos: Título (português e inglês); Resumo com Palavras-chave; Abstract com Keywords; Corpo do trabalho sem divisão de tópicos, porém seguindo a sequência - introdução, metodologia, resultados e discussão (podem ser incluídas no máximo duas tabelas e duas figuras) conclusão e referências bibliográficas. As comunicações breves devem conter mínimo de sete e máximo de 12 páginas incluindo figuras, tabelas e referências bibliográficas.

Entrevistas – serão feitas a convite dos editores, com pesquisadores renomados em sua área de atuação. Destina-se à publicação de entrevistas, escritas ou em vídeo. As entrevistas devem ter o objetivo de expor a opinião do entrevistado, como também de explorar, junto com ele, a complexidade do debate sobre a questão.

A parte inicial da entrevista deve conter uma apresentação breve do entrevistado e as razões que levaram o entrevistador a entrevistá-lo sobre o tema em pauta. O entrevistador deve também situar seu lugar de fala e interesse sobre o assunto. Devem ser inseridas no encaminhamento do texto ou vídeo da entrevista de 3 (três) a 5 (cinco) palavras-chave.

Para sondagem de interesse sobre temas e entrevistados prospectivos, o entrevistador pode entrar em contato com o editor-chefe pelo e-mail  [email protected]

 

Apresentação dos Trabalhos

Chamadas relativas ao título do trabalho e os nomes dos autores, com suas afiliações e endereços (incluindo e-mail e ORCID), bem como agradecimentos, somente devem ser inseridos na versão final corrigida do manuscrito, após sua aceitação definitiva para publicação. Para a submissão, estas informações devem ser ocultadas do artigo. Os dados referentes aos autores e suas afiliações devem obrigatoriamente ser inseridos nos campos nos metadados.

A preparação dos manuscritos dever ser feita utilizando editor de texto Word for Windows, em papel A4, espaçamento 1,5, fonte Arial, tamanho 12 normal, com margens esquerda e direita de 3 cm e superior e inferior de 2 cm. Não é necessário a paginação.  

 

Preparação dos manuscritos

Título em português - Deve ser conciso e informativo, evitando símbolos, abreviaturas e fórmulas, procurar não ultrapassar 20 palavras. Deve ser redigido em letras maiúsculas, em negrito, centralizado, espaçamento simples, fonte Arial, tamanho 16.

Título em inglês - Deve ser redigido em letras maiúsculas, em negrito e itálico, centralizado, espaçamento simples, fonte Arial, tamanho 14.

 Resumo - é uma parte independente do artigo, portanto, ele deve ser suficiente por si só para apresentar as principais informações do artigo. Pode ter no .máximo de 300 palavras. Um bom resumo primeiro apresenta o problema para, depois, apresentar os objetivos do trabalho, este problema por ser apresentado através de uma frase introdutória no início do resumo, devendo ocupar não mais que três a quatro linhas.  O objetivo deve ser apresentado de forma explícita. Apresentar informações relevantes do material e métodos, os resultados mais importantes e a(s) conclusão(ões). Não deve incluir citações bibliográficas e símbolos ou abreviações que requeiram a leitura do texto para sua compreensão. Símbolos e abreviações necessárias devem ser definidas na primeira utilização no resumo.

O resumo deve estar na língua que o artigo foi escrito, acompanhado de sua tradução para o inglês (Abstract). Caso o artigo esteja escrito em inglês ou espanhol, deve ser apresentada a tradução do resumo para a língua portuguesa.   

Descritores ou palavras-chave - no mínimo, três palavras, e, no máximo, cinco, separadas por vírgula.  Não se deve utilizar palavras que constam no título. Não utilizar preposições ou conjunções, tais como “de”, ‘ou”, “e”. Utilizar abreviações somente se forem de amplo conhecimento.

Introdução - A Introdução deve ser clara e concisa, mas suficiente para evidenciar a relevância do problema abordado. As citações bibliográficas devem ser específicas e atualizadas, preferentemente de revistas com elevado índice de impacto, uma vez que, a introdução deve servir de suporte para a metodologia e a discussão. No geral, até oito parágrafos são suficientes para abordagem do tema de forma clara e sucinta

Material e Métodos – Pode ser apresentado de forma descritiva contínua ou com subitens, de forma a permitir ao leitor a compreensão e reprodução da metodologia citada com auxílio ou não de citações bibliográficas. As informações devem ser ordenadas segundo uma hierarquia lógica, que possibilite uma fácil compreensão. Para trabalhos de campo é relevante indicar a localização com as coordenadas geográficas, condições climáticas e classe de solos.

Fórmulas e equações: Devem ser inseridas como texto editável, não como imagens. Fórmulas e equações devem ser criadas por ferramentas de edição de equações disponíveis em softwares de edição de texto (Word, por exemplo) ou outra ferramenta que permita editá-las. Ao longo do texto, as equações devem ser citadas como equação 1 ou destacadas entre parênteses (Equação 1). Devem ser numeradas sequencialmente no canto direito como Eq. 1, Eq. 2, Eq.3, etc.

Resultados e discussão - Os resultados devem ser apresentados de forma objetiva e concisa, utilizando tabelas, figuras, gráficos, imagens ou modelos esquemáticos. É recomendado não utilizar mais de cinco tabelas e cinco figuras. No relato dos resultados, evitar a transcrição para o texto dos valores numéricos já inseridos nas tabelas e figuras. Citações das tabelas e figuras devem ser apresentadas no fluxo do texto, como por exemplo, tabela 1 ou figura 1, ou em destaque entre parêntese (Tabela 1 ou Figura 1).

            As figuras e tabelas devem ser inseridas no manuscrito logo após a sua citação. A identificação das figuras e tabelas deverá aparecer na parte superior, precedida da palavra designativa (tabela, figura, quadro) seguida do número de ordem de sua ocorrência no texto, em algarismos arábicos, travessão e do respectivo título (Ex.: Tabela 1 - título). A reprodução de figuras, quadros, gráficos e ou tabelas que não de origem do trabalho, devem mencionar, na parte inferior, a fonte de onde foram extraídas.

            A discussão deve ser desenvolvida buscando se dar ênfase nos resultados relevantes, sem repetir a apresentação dos resultados. Deve apresentar argumentos que evidenciem a aceitação ou a rejeição da(s) hipótese(s) do trabalho. Ela deve dar sustentação para as conclusões. Resultados já publicados podem ser citados para dar suporte aos argumentos, sem, contudo, fazer discussão sobre eles. Evitar citações excessivas, como aquelas que dão suporte a conceitos básicos e de conhecimento já consagrado.

Conclusões - Devem ser claras e de acordo com os objetivos propostos no trabalho. Não deve haver a repetição de resultados. Devem ser apresentadas como um curto texto de forma clara, sem argumentos e justificativas.

Agradecimentos - se necessário, as pessoas, instituições e empresas que contribuíram na realização do trabalho deverão ser mencionadas no final do texto, em parágrafo único. 

Referências – as referências devem ser formatas de acordo com as normas de Vancouver. Para as categorias Artigos Científicos e Revisões de Literatura, é exigido um mínimo de 20 referências. No que diz respeito aos Relatos de Experiência, o mínimo é de 15 referências e para as Comunicações Breves, mínimo de dez.

 

 

Dicas importantes:

 As referências devem ser apresentadas em sequência numérica, de acordo com a ordem que foram citadas no texto. Deve ser utilizado espaçamento simples, sendo deixado um espaçamento entre cada referência (1 espaço). Nenhum elemento das referências deve ser destacado (sublinhado, negrito ou itálico).

Quando o número de autores for de dois até seis, os mesmos devem ser separados por vírgula entre si. Quando o número de autores for maior do que seis, listar os seis primeiros, seguidos da expressão et al.

Em referências de periódicos científicos, o nome do periódico deve ser apresentado abreviado.

 Referências de periódicos

Autor AA, Autor BB. Título do artigo. Título abreviado do periódico. Ano de publicação; volume: páginas inicial e final. DOI (se houver).

  1. Dellinger RP, Vincent JL, Silva E, Townsend S, Bion J, Levy MM. Surviving sepsis in developing countries. Crit Care Med. 2008;36(8):2487-8.
  2. Camargo LA, Marques Júnior J, Pereira GT. Spatial variability of physical properties of an Alfisol under different hillslope curvatures. Rev Bras Cienc Solo. 2010;34(3):617-30. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832010000300003
  3. Rassi A, Amato-Neto V, Siqueira AF, Ferrioli-Filho F, Amato VS, Rassi GG, et al. Tratamento da fase crônica da doença de Chagas com nifurtimox associado a corticóide. Rev Soc Bras Med Trop. 2002;35(2):547-50.

 Sem indicação de autoria

Título. Título do periódico abreviado. Data de publicação; volume: páginas inicial-final do artigo.

  1. Dispnéia e dor no membro inferior esquerdo em um paciente do sexo masculino de 52 anos de idade. Arq Bras Cardiol 2000;75(6):28-32.

 

Livro

Author AA, Author BB. Título da publicação. Número da edição (se for a primeira edição, não precisa informar). Local da publicação: Editora; ano de publicação.

  1. Klug HP, Alexander LE. X-ray diflraction procedures for polycrystalline and amorphous materials. 2nd ed. New York: John Wiley & Sons; 1974.
  2. Freire P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 43 ed. São Paulo: Paz e Terra; 2011.

Instituição como autor e publicador

  1. Ministério da Saúde (BR). Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisa envolvendo seres humanos. Brasília: Ministério da Saúde; 1997.

 

 Capítulo de livro

Autor AA, Autor BB. Título da parte referenciada seguida de In: Editor AA, Editor BB, editores. Título da publicação. Número da edição. Local de publicação: Editora; ano. Páginas inicial e final.

  1. Jackson ML. Chemical composition of soil. In: Bear FE, editor. Chemistry of the soil. 2nd ed. New York: Reinhold; 1964. p. 71-141.
  2. Gomes R, Souza ER, Minayo MC, Silva CFR. Organização, processamento, análise e interpretação de dados: o desafio da triangulação. In: Minayo MCS, Assis SG, Souza ER. Avaliação por triangulação de métodos: abordagem de programas sociais. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2005. p. 185-221.

 

Evento (Anais de congresso)

Autor AA, Autor BB. Título do trabalho. In: Tipo de publicação, número e título do evento [CD-ROM, quando publicado em]; data do evento (dia mês ano); cidade e país de realização do evento. Cidade (da Editora): Editora ou Instituição responsável pela publicação; ano de edição (nem sempre é o mesmo do evento). Paginação do trabalho ou do resumo.

 

  1. Bailey TB, Swan JB, Higgs RL, Paulson WH. Long-term tillage effects on continuous corn yields. In: 8th Annual conference proceedings - Annual conference on applied statistics in agriculture; 1996 Apr 28-30; Manhattan, Kansas. Manhattan: Kansas State University Libraries; 1996. p. 17-32.

 

 Dissertação e Tese

Autor AA. Título da tese incluindo subtítulo se houver [grau acadêmico]. Cidade: Instituição onde foi defendida; ano. Exemplo:

  1. Brienza S Jr. Biomass dynamics of fallow vegetation enriched with leguminous trees in the Eastern Amazon of Brazil [thesis]. Göttingen: University of Göttingen; 1999.
  2. Amarante ST. Análise das condições ergonômicas do trabalho das enfermeiras de centro cirúrgico [dissertação]. São Paulo: Escola de Enfermagem/USP; 1999.

 

Homepage/Web site

Autor AA, Autor BB (usar nome de organizações/institutos quando não houver autor ou editor explícito). Título do material referenciado. Local de publicação (se houver): Editora (se houver); Ano [cited ano mês dia]. Available from: URL. Exemplos:

  1. Institute for Reference Materials and Measurements - IRMM. Certified reference material BCR - 142R; 2007 [cited 2016 Jan 18]. Available from: http://www.lgcstandards.com/medias/sys_master/pdfs/pdfs/ha6/hc4/9208111169566/BCR-142R-ST-WB-CERT-1515931-1-1-1.pdf.
  2. United Nation Children´s Fund (UNICEF). [citado 27 de ago. 2013]. Disponível em: http://www.unicef.org/brazil/pt/activities.html

 

Citações

Quando for utilizada citação direta das palavras do (s) autor (es), deve-se prosseguir das seguintes formas:

Citação direta curta (até três linhas) - não se faz recuo de parágrafo. Apenas se coloca a frase literal entre aspas e logo após o número de referência entre parênteses e no formato sobrescrito.

Por exemplo: Segundo Winnicott(1), “a adolescência é uma fase que precisa ser efetivamente vivida”.

Citação direta longa (mais de três linhas) -  o texto deve ser recuado a 4 cm, fonte 10, espaçamento simples.

- As referências recebem números colocados entre parênteses e no formato sobrescrito e obedecem uma sequência numérica de ordem de aparição no texto. Por exemplo: Segundo Piaget(1), o estágio de desenvolvimento.... . Por outro lado, Winnicott(2) refere que .....

- Se dois ou mais autores que forem utilizados possuem a mesma ideia, a referência deve ser numérica e colocada entre vírgula. Por exemplo: A gravidez na adolescência pode provocar evasão escolar (3,4). Nesse caso, (3) corresponde à autora Heilborn e (4) corresponde a autora Brandão.

Não é aconselhável o uso de citação de citação.

 Grandezas, unidades e símbolos:

  1. a) Os manuscritos devem obedecer aos critérios estabelecidos nos Códigos Internacionais de cada área.
  2. b) Utilizar o Sistema Internacional de Unidades em todo texto.
  3. c) Utilizar o formato potência negativa para notar e inter-relacionar unidades, e.g.: kg ha-1. Não inter-relacione unidades usando a barra vertical, e.g.: kg/ha.
  4. d) Utilizar um espaço simples entre as unidades, g L-1, e não g.L-1 ou gL-1.
  5. e) Usar o sistema horário de 24 h, com quatro dígitos para horas e minutos: 09h00, 18h30.

 

Declaração sobre Ética e Integridade em Pesquisa

 A Revista Científica Faema considera que os manuscritos a ela submetidos tenham cumprido as diretrizes ético-legais que envolvem a elaboração de trabalhos acadêmicos e / ou técnico-científicos e a pesquisa com seres humanos ou com animais.

No que diz respeito a pesquisa envolvendo seres humanos, e atendendo o disposto na Resolução CNS nº 466/2012 (http://aplicacao.saude.gov.br/plataformabrasil/login.jsf), o(s) autor(es) deve(m) mencionar no manuscrito, a aprovação do projeto por Comitê de Ética reconhecido pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa, do Conselho Nacional de Saúde (CONEP-CNS), ou por órgão equivalente, quando tiver sido executada em outro país. Independentemente da área de estudo, qualquer trabalho que envolva questionário ou entrevistas, devem apresentar a aprovação pelo Comitê de Ética. Trabalhos nessas condições, que não apresentem aprovação pelo Comitê de Ética, serão automaticamente recusados.

 

Revisão por pares

Uma avaliação prévia do manuscrito é feita pelo editor-chefe, verificando o atendimento às normas para preparação de manuscritos; o atendimento ao estilo Vancouver na elaboração das referências; a clareza e objetividade do resumo e o potencial do manuscrito para publicação e possível interesse dos leitores.

Se algum destes itens não for considerado satisfatório, o manuscrito é rejeitado. Caso o trabalho atenda as normas exigidas, é encaminhado para o respectivo editor de seção que iniciará o processo de análise por pares, adotando-se a avaliação duplo-cega, com que se busca garantir o anonimato dos autores e dos avaliadores.

Os pareceres emitidos pelos avaliadores podem considerar o manuscrito aceito, rejeitado ou, ainda, que requer revisões. Os pareceres emitidos pelos avaliadores são apreciados pelos editores de seção e pelo editor-chefe, cabendo a estes a decisão sobre o parecer final, que então é enviado aos autores.

 

Taxas de Submissão e de Editoração

 A Revista não cobra taxa de submissão dos autores. Caso o artigo seja aceito, a TAXA DE EDITORAÇÃO é de R$ 120, 00. Essa taxa deverá ser paga por meio de depósito bancário identificado ou transferência (DOC ou TED) em nome da UNIDAS SOC. DE EDUC. E CULTURA LTDA, CNPJ: 07.548.950/0001-02, Banco 097 (CC Centralcredi), agência: 0005, C/C: 100737-8.

O comprovante de pagamento da TAXA DE EDITORAÇÃO deverá ser encaminhado ao e-mail [email protected], no prazo máximo de cinco dias após o recebimento da confirmação de que o artigo foi aceito para publicação. O não cumprimento dessa condição sujeita o artigo ao arquivamento em definitivo.

 

 

Política de Privacidade

Declaração de Direito Autoral

A Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente não dará aos autores, nenhum tipo de remuneração pela publicação dos trabalhos, sendo que os mesmos devem abrir mão de seus direitos autorais em favor deste periódico.

No entanto, os autores devem estar cientes que os conteúdos publicados são de sua inteira e exclusiva responsabilidade, ainda que reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação. Por outro lado, os autores ficam autorizados a publicar seus artigos, simultaneamente, em repositórios da instituição de sua origem, desde que citada a fonte da publicação original na Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente.