EFEITO DE UM TREINAMENTO DE RESISTÊNCIA ISOMÉTRICA DOS MÚSCULOS ERETORES DA ESPINHA EM PARÂMETROS MECÂNICOS E ELETROMIOGRÁFICOS

Autores

  • Fernando Sérgio Silva Barbosa Universidade Federal de Rondônia (UNIR) Campus de Ariquemes. Departamento de Ciências da Educação (DECED)

DOI:

https://doi.org/10.31072/rcf.v4i2.167

Palavras-chave:

Eletromiografia, Eretores da Espinha, Treinamento, Fadiga Muscular

Resumo

O treinamento isométrico dos músculos eretores da espinha nos últimos anos tem recebido importante destaque em função da importância da resistência isométrica desses músculos para a integridade da coluna vertebral. O objetivo da presente pesquisa foi verificar a eficácia da utilização do limiar de fadiga eletromiográfico (EMGLF) como índice em um protocolo de treinamento de 16 voluntários do gênero masculino e saudáveis, divididos em um grupo treinamento (GT) e um grupo controle (GC). A postura utilizada no estudo foi o decúbito ventral com os membros inferiores fixo à mesa de teste. O movimento a ser realizados foi a extensão isométrica do tronco com a coluna vertebral em posição neutra. O treinamento foi realizados com carga equivalente ao EMGLF durante 4 semanas e com frequência de 3 sessões semanais. Esse índice foi obtido a partir da realização de esforços correspondentes a 5%, 10%, 15% e 20% da contração isométrica voluntária máxima. Os resultados não demonstraram modificações nos valores da CIVM e do tempo de resistência isométrica. A análise dos parâmetros eletromiográficos, root mean square e frequência mediana não revelou predominantemente mudanças significantes em ambos os grupos. Desse modo, a utilização do EMGLF como índice correspondente a intensidade do treinamento da resistência isométrica dos músculos eretores da espinha não representou, nas presentes condições experimentais, ser adequado para a definição de uma intensidade de contração necessária para a obtenção de resultados satisfatórios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Sérgio Silva Barbosa, Universidade Federal de Rondônia (UNIR) Campus de Ariquemes. Departamento de Ciências da Educação (DECED)

Fisioterapeuta pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Mestre em Ciências da Motricidade pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) Campus de Rio Claro, Docente do DECED da UNIR (Ariquemes), Fundador e Líder do Grupo de Pesquisa Neurociência e Educação

Downloads

Publicado

2015-07-14

Como Citar

Barbosa, F. S. S. (2015). EFEITO DE UM TREINAMENTO DE RESISTÊNCIA ISOMÉTRICA DOS MÚSCULOS ERETORES DA ESPINHA EM PARÂMETROS MECÂNICOS E ELETROMIOGRÁFICOS. Revista Científica Da Faculdade De Educação E Meio Ambiente, 4(2), 1–17. https://doi.org/10.31072/rcf.v4i2.167

Edição

Seção

Artigos (Ciências da Saúde)