PREVALÊNCIA DE ENTEROPARASITOS NO MUNICÍPIO DE ARIQUEMES, RONDÔNIA, BRASIL

Autores

  • Fábia Pereira Sá Faculdade de Educação e Meio Ambiente - FAEMA

DOI:

https://doi.org/10.31072/rcf.v4i2.188

Palavras-chave:

Enteroparasitoses, helmintos, protozoários.

Resumo

Infecções causadas por enteroparasitos, helmintos e protozoários, são consideradas um grande problema na saúde pública. Informações sobre a prevalência são escassas ou mesmo nulas para determinadas regiões. Desta forma o presente estudo tem o objetivo de verificar a prevalência de helmintos e protozoários em indivíduos atendidos pela rede pública de saúde do Município de Ariquemes, Rondônia. Os exames foram realizados no Laboratório Municipal de Ariquemes, através do método de Hoffman, Pons e Janer. Do total de 288 exames, 23,61% foram positivos para protozoários e helmintos, sendo eles: Endolimax nana10,07%, Entamoeba coli 7,68%, Giardialamblia 4,86%, Entamoebahistolytica3,47%. Ancilostomídeo 1,74%, e Hymenolepisnana com 1,47%. A faixa etária de maior prevalência foi entre 13 e 24 anos de idade, porém através do Teste qui-quadrado (X2) foi verificado que não houve correlação entre a faixa etária e prevalência parasitária. Da mesma forma, o teste de coeficiente de correlação de Pearson (r), não apontou qualquer correlação estatística entre a prevalência parasitária e sexo do hospedeiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-07-14

Como Citar

Sá, F. P. (2015). PREVALÊNCIA DE ENTEROPARASITOS NO MUNICÍPIO DE ARIQUEMES, RONDÔNIA, BRASIL. Revista Científica Da Faculdade De Educação E Meio Ambiente, 4(2), 39–48. https://doi.org/10.31072/rcf.v4i2.188

Edição

Seção

Artigos (Ciências da Saúde)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.