TABAGISMO E SINTOMAS RESPIRATÓRIOS EM CRIANÇAS MENORES DE CINCO ANOS EM DETERMINADA REGIÃO DA AMAZÔNIA.

Autores

  • Ivete Prosenewicz Spada IAMSPE- INSTITUTO DO SERVIDOR PÚBLICO DE SÃO PAULO
  • Umberto Gazi Lippi IAMSPE

DOI:

https://doi.org/10.31072/rcf.v5i1.199

Palavras-chave:

Tabagismo, Crianças, Sintomas Respiratórios

Resumo

RESUMO O estudo avaliou a prevalência de sintomas respiratórios em 129 crianças de zero a cinco anos de idade em domicílios de Ji-Parana/RO com membros familiares fumantes e não fumantes. O tamanho da amostra foi obtido pelo método de amostragem e a análise de dados foi realizada por meio de teste dos mínimos quadrados e percentagens. Dos 271 domicílios investigados apenas 124 possuíam crianças menores que cinco anos de idade e 26,36% tinham pelo menos um fumante no domicílio. Com a tabulação dos dados dos sintomas respiratórios, foram encontrados cinco sintomas com mais frequência: tosse, dispneia, coriza, chiado no peito e dor de ouvido. A correlação obtida foi de fraca a moderada para esses sintomas, porém o tabagismo esteve diretamente relacionado ao nível socioeconômico mais baixo dos pais ou responsáveis pelas crianças. Vários fatores podem ter influenciado na prevalência dos sintomas respiratórios, dentre eles pode-se destacar mofo nos domicílios, presença de animais domésticos bem como condições climáticas da região. A maioria das crianças (70%) com sintomas respiratórios foi tratada com analgésicos, antitérmicos e chás, procurando o médico apenas em casos mais graves. Do ponto de vista epidemiológico, constatou-se que o tabagismo foi um dos indicadores dos sintomas respiratórios em crianças menores de cinco anos de idade podendo desenvolver sérias doenças ao longo da vida adulta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivete Prosenewicz Spada, IAMSPE- INSTITUTO DO SERVIDOR PÚBLICO DE SÃO PAULO

Ciências da Saúde -

Downloads

Publicado

2014-06-30

Como Citar

Spada, I. P., & Lippi, U. G. (2014). TABAGISMO E SINTOMAS RESPIRATÓRIOS EM CRIANÇAS MENORES DE CINCO ANOS EM DETERMINADA REGIÃO DA AMAZÔNIA. Revista Científica Da Faculdade De Educação E Meio Ambiente, 5(1), 1–15. https://doi.org/10.31072/rcf.v5i1.199

Edição

Seção

Artigos (Ciências da Saúde)