AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES HIGIÊNICO SANITÁRIAS DE QUEIJOS TIPO MINAS FRESCAL COMERCIALIZADOS EM FEIRAS NO MUNICÍPIO JI – PARANÁ.

Autores

  • Tiago Barcelos Valiatti Centro Universitário Luterano de Ji - Paraná, departamento de Farmácia
  • Fabiana De Oliveira Solla Sobral Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná, departamento de Biomedicina
  • Fabiana De Oliveira Solla Sobral Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná, departamento de Biomedicina
  • Natalia Faria Romão Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná, departamento de Biologia
  • Natalia Faria Romão Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná, departamento de Biologia
  • Natália Vallejo Malavasi Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná, departamento de Biomedicina
  • Natália Vallejo Malavasi Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná, departamento de Biomedicina

DOI:

https://doi.org/10.31072/rcf.v6i1.282

Palavras-chave:

Queijo, Qualidade Microbiológica, Higiene

Resumo

O queijo minas frescal é um produto tipicamente brasileiro, sendo este muito bem aceito pela população, apresentando como característica grande atividade de água, que faz com que o mesmo apresente um maior risco de contaminação microbiana, sendo este risco aumentado pelo fato de muitas das vezes, sua produção ser de forma artesanal, não obedecendo as boas práticas de fabricação durante o preparo. No presente estudo verificou-se as condições higiênico-sanitárias de 4 amostras de queijos Minas Frescal, produzidos artesanalmente  por produtores rurais do Município de Ji – Paraná.  A técnica de Número Mais Provável (NMP/g) foi utilizada para detecção de coliformes termotolerantes e totais e quantificação de Staphylococcus coagulase positiva e verificação da presença/ausência de Salmonella spp. e Listeria monocytogenes segundo a RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001, da ANVISA. Do total de amostras analisadas, 100% apresentaram índices de coliformes termotolerantes superiores ao padrão máximo exigido pela legislação vigente. Observou-se a ausência de Staphylococcus coagulase positiva, e de Salmonella spp., porém pode-se observar a presença de Listeria monocytogenes em 100% das amostras, além de altas taxas de contaminação por coliformes totais. As amostras analisadas apresentaram baixa qualidade microbiológica, representando assim, risco á saúde do consumidor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-07-01

Como Citar

Barcelos Valiatti, T., De Oliveira Solla Sobral, F., De Oliveira Solla Sobral, F., Faria Romão, N., Faria Romão, N., Vallejo Malavasi, N., & Vallejo Malavasi, N. (2015). AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES HIGIÊNICO SANITÁRIAS DE QUEIJOS TIPO MINAS FRESCAL COMERCIALIZADOS EM FEIRAS NO MUNICÍPIO JI – PARANÁ. Revista Científica Da Faculdade De Educação E Meio Ambiente, 6(1), 59–68. https://doi.org/10.31072/rcf.v6i1.282

Edição

Seção

Artigos (Ciências da Saúde)