TEOR DE LIPÍDIOS DA BATATA PRÉ-FRITA: FRITURA EM DIFERENTES ÓLEOS

Autores

  • Jociel Honorato de Jesus Faculdade de Educação e Meio Ambiente (FAEMA).
  • Clésia Alves dos Santos Faculdade de Educação e Meio Ambiente (FAEMA).
  • Bruna Racoski Faculdade de Educação e Meio Ambiente (FAEMA).
  • Regiane Rossi Oliveira de Lima Faculdade de Educação e Meio Ambiente (FAEMA).
  • Filomena Maria minetto Brondani Faculdade de Educação e Meio Ambiente (FAEMA).

DOI:

https://doi.org/10.31072/rcf.v7i1.357

Palavras-chave:

Batata Pré-frita, Óleos Vegetais, Lipídios.

Resumo

RESUMO

A batata (Solanum Toberosum L.) é um alimento amplamente no mundo todo, ocupando o quarto lugar entre as hortaliças mais cultivadas no Brasil. A rotina diária acelerada do mundo globalizado vem fazendo com que o alimento do tipo expresso ganhe notoriedade, visando agilidade no preparo e realização das refeições. Nessa perspectiva, a batata pré-frita congelada se destaca como forte opção de consumo. Este é um estudo experimental, cujo objetivo centra-se na identificação do teor de lipídios da batata pré-frita frita congelada, após fritura em óleo de soja e óleo de girassol.  Os resultados apontam para a significativa diferença entre os dois óleos pesquisados, onde a batata frita no óleo de soja apresenta 17,5%, enquanto que a frita no óleo de girassol 11,2% de lipídios em sua composição.  Em termos de calorias a uma diferença significativa uma vez que a batata frita no óleo de soja apresenta 56,25% a mais de caloria do que as batatas fritas no óleo de girassol. Sabendo-se que batata é um alimento popular e muito consumido pelo mundo, torna-se importante conhecer as formas de seu preparo, visando melhorias nas opções de acesso a uma alimentação saudável. 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-07-19

Como Citar

Honorato de Jesus, J., Alves dos Santos, C., Racoski, B., Rossi Oliveira de Lima, R., & Maria minetto Brondani, F. (2016). TEOR DE LIPÍDIOS DA BATATA PRÉ-FRITA: FRITURA EM DIFERENTES ÓLEOS. Revista Científica Da Faculdade De Educação E Meio Ambiente, 7(1), 151–164. https://doi.org/10.31072/rcf.v7i1.357

Edição

Seção

Artigos (Ciências Exatas)