DEPRESSÃO PÓS-PARTO MASCULINO

Autores

  • Maila Beatriz Goellner Faculdade de Educação e Meio Ambiente - FAEMA
  • Sandra Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.31072/rcf.v7i2.396

Resumo

A depressão pós-parto masculina tem chamado a atenção de estudiosos e pesquisadores por se tratar de um assunto ainda pouco conhecido. A inclusão do marido no tratamento da depressão pós-parto masculino pode reduzir o estresse da mãe e apoiar o desenvolvimento da competência do casal nos seus papeis de pais e cônjuges. Este trabalho teve como objetivo ressaltar a importância de se ampliar conhecimento sobre a depressão pós-parto masculina nos dias atuais. Tratou-se de uma pesquisa bibliográfica realizada em periódicos científicos no período de abril a outubro de 2015. O que se percebeu em relação a interação pai-filho durante os primeiros dias depois do parto é que existe a possibilidade da ocorrência de uma depressão pós-parto no homem. No entanto, faz-se necessário a ampliação de novas investigações sobre o assunto da depressão pós-parto masculina, pois são escassos os trabalhos produzidos até o momento presente.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-12

Como Citar

Beatriz Goellner, M., & Ferreira, S. (2016). DEPRESSÃO PÓS-PARTO MASCULINO. Revista Científica Da Faculdade De Educação E Meio Ambiente, 7(2), 78–89. https://doi.org/10.31072/rcf.v7i2.396

Edição

Seção

Artigos (Ciências Sociais e Humanas)