O FARMACÊUTICO FRENTE AOS RISCOS DO USO DE INIBIDORES DE APETITE: A SIBUTRAMINA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31072/rcf.v10iedesp.788

Palavras-chave:

Obesidade, Sibutramina, Anorexígenos, Inibidores de apetite

Resumo

A obesidade é um problema mundial, sendo uma doença crônica de difícil controle, e caracteriza-se pelo acúmulo de gordura corporal. O tratamento adequado é indicado pelo médico, podem ser utilizados tratamentos farmacológicos, não-farmacológicos e em alguns casos cirurgias. A sibutramina é um dos fármacos utilizados no tratamento do sobrepeso, havendo diversos efeitos colaterais e riscos, no entanto, esta continua sendo muitas vezes usada de forma irracional. O estudo tem como objetivo discutir sobre a obesidade e os riscos do uso da sibutramina como inibidor de apetite e o papel do farmacêutico quanto ao uso desses medicamentos. O presente artigo trata-se de uma pesquisa bibliográfica que utilizou os descritores: Inibidores de Apetite, Anorexígenos, Sibutramina e Obesidade; realizada através do estudo de artigos digitais e livros virtuais anexados ao Google acadêmico, além de plataformas de bases de dados como Scientific Electronic Library Online (SCIELO), Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), PubMed e em outros repositórios científicos. Concluiu-se através deste, que o uso da Sibutramina deve ser feito de forma cautelosa, somente em casos onde outras formas de tratamento não farmacológico falharam. O uso da sibutramina pode causar efeitos colaterais graves, bem como dependência. Cabe ao farmacêutico prestar atenção farmacêutica aos usuários, de forma que estes utilizem o medicamento da melhor forma, bem como deixá-los cientes acerca dos efeitos colaterais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-07-26

Como Citar

Barreto Andrade, T., Barreto Andrade, G. ., Honorato de Jesus, J. ., & Nunes da Silva, J. . (2019). O FARMACÊUTICO FRENTE AOS RISCOS DO USO DE INIBIDORES DE APETITE: A SIBUTRAMINA. Revista Científica Da Faculdade De Educação E Meio Ambiente, 10(1), 81–92. https://doi.org/10.31072/rcf.v10iedesp.788

Edição

Seção

Revisões de Literaturas (FARMÁCIA)