OCORRÊNCIA E DIAGNÓSTICO DO CÂNCER DE COLO DO ÚTERO EM BARRA DO GARÇAS – MT

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31072/rcf.v11i1.868

Palavras-chave:

Neoplasias do colo do útero, Assistência integral à saúde, Programas de rastreamento, Sistemas de informação.

Resumo

O câncer do colo do útero atualmente é considerado um importante problema de saúde pública, especialmente por se tratar do terceiro tipo de câncer mais prevalente em mulheres. Considerando a gravidade desta patologia, o objetivo do presente estudo foi investigar o perfil de atendimento no rastreamento do câncer do colo de útero, correlacionando o trabalho laboratorial com o relatório de coletas do SISCOLO. O estudo possui natureza retrospectiva, descritiva, exploratória e quantitativa, com dados coletados a partir dos relatórios internos de registros citopatológicos do laboratório e do relatório anual do SISCOLO no Município de Barra do Garças, Mato Grosso. Evidenciou-se que o município coletou e analisou cerca de 65% de material citopatológico da população total de mulheres. Não houve quantidade significativa de amostra insatisfatória (0,5%), sendo a maior parte das amostras satisfatórias para análise.  Persistiram no material analisado 0,8% de lesão intra-epitelial de baixo grau, 0,5% de lesão intra-epitelial de alto grau e 0,01% de adenocarcinoma in situ. Conclui-se que o Município não consegue cumprir a meta para rastreamento do câncer do colo de útero preconizado pelo Ministério da Saúde sendo evidenciado baixa taxa de coleta de material e baixa prevalência de lesões intra-epiteliais precursoras do câncer do colo do útero. Desta forma, ações mais efetivas e incisivas devem ser realizadas com vistas à divulgação da importância do exame preventivo bem como dos métodos de controle e profilaxia da doença entre mulheres.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-06-25

Como Citar

da Silva, P. N., Carvalho, A., de Souza, T. G. R., & Katagiri, S. . (2020). OCORRÊNCIA E DIAGNÓSTICO DO CÂNCER DE COLO DO ÚTERO EM BARRA DO GARÇAS – MT. Revista Científica Da Faculdade De Educação E Meio Ambiente, 11(1). https://doi.org/10.31072/rcf.v11i1.868

Edição

Seção

Artigos (Enfermagem)