UTILIZAÇÃO DO ÁCIDO FÓLICO NA PREVENÇÃO DE DOENÇAS DO TUBO NEURAL

Imagem: Taken On.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31072/rcf.v9iedesp.626

Palavras-chave:

Anemia, ferro, Ácido fólico, Tubo Neural, Duto nervoso, Gravidez

Resumo

A gravidez é caracterizada pelo crescimento do embrião no útero, assim aumentando as necessidades nutricionais da mãe e do feto. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 40 % das gestantes sofrem com anemia no mundo, tornado um sério problema de saúde pública, devido a carência de ferro. Durante a gestação pode haver um debito negativo de nutrientes pelo aumento da demanda de energia, tornando a mulher vulnerável à inadequação nutricional, causando complicações para a sua saúde e a do feto. Diante desse argumento, esse estudo teve o objetivo sobre a importância da ingestão de ácido fólico para prevenção e sua influência no desenvolvimento dos defeitos do tubo neural. Metodologia: Com intuito de expor de forma clara uma revisão de literatura, empregando-se de documentos eletrônicos compilados de sites de pesquisa documentais. As obras científicas foram selecionadas pelo seu grau de importância em incorporar informações pertinentes ao conteúdo deste trabalho, feito triagem por data mais recente de publicação.  O Tubo Neural é responsável pelas principais estruturas anatômicas do sistema nervoso central, malformações congênitas que ocorrem no tubo neural embrionário, dão origem aos Defeitos do Fechamento do Tubo Neural. Diversos grupos de pesquisa demonstraram que a suplementação com ácido fólico pré-concepcional e durante todo o primeiro trimestre da gravidez, reduzem o risco de ocorrência e recorrência das deficiências da formação do Tubo Neural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-06-15

Como Citar

da Silva, E. G., da Silva, E. G., Cavalcante, M. S., Lava, C. O., & Geron, V. L. M. G. (2018). UTILIZAÇÃO DO ÁCIDO FÓLICO NA PREVENÇÃO DE DOENÇAS DO TUBO NEURAL: Imagem: Taken On. Revista Científica Da Faculdade De Educação E Meio Ambiente, 9(edesp), 615–619. https://doi.org/10.31072/rcf.v9iedesp.626

Edição

Seção

Revisões de Literaturas (FARMÁCIA)