CONCEITO NEUROEVOLUTIVO BOBATH E A FACILITAÇÃO NEUROMUSCULAR PROPRIOCEPTIVA COMO FORMA DE TRATAMENTO PARA CRIANÇAS COM ENCEFALOPATIA CRÔNICA NÃO PROGRESSIVA DA INFÂNCIA

Autores

  • Maycon Pelosato Duarte Faculdade de Educação e Meio Ambiente - FAEMA
  • Lucas Maciel Rabello Faculdade de Educação e Meio Ambiente - FAEMA

DOI:

https://doi.org/10.31072/rcf.v6i1.264

Palavras-chave:

Paralisia Cerebral, Bobath, FNP.

Resumo

Este artigo tem como objetivo demonstrar através de pesquisa bibliográfica, uma comparação entre o Conceito Bobath e o método de Kabat como tratamento para crianças com encefalopatia crônica não progressiva ou paralisia cerebral. A abordagem fisioterapêutica com os métodos de Bobath e FNP têm a finalidade de preparar a criança para uma função, manter ou aprimorar as já existentes, atuando sempre de forma a adequar a espasticidade. Há várias abordagens terapêuticas com possíveis benefícios ao paciente com paralisia cerebral, porém poucas embasadas em evidências científicas indiscutíveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maycon Pelosato Duarte, Faculdade de Educação e Meio Ambiente - FAEMA

Acadêmico do curso de Fisioterapia da Faculdade de Educação e Meio Ambiente – FAEMA

Lucas Maciel Rabello, Faculdade de Educação e Meio Ambiente - FAEMA

Professor do curso de Fisioterapia da Faculdade de Educação e Meio Ambiente - FAEMA

Downloads

Publicado

2015-07-01

Como Citar

Pelosato Duarte, M., & Maciel Rabello, L. (2015). CONCEITO NEUROEVOLUTIVO BOBATH E A FACILITAÇÃO NEUROMUSCULAR PROPRIOCEPTIVA COMO FORMA DE TRATAMENTO PARA CRIANÇAS COM ENCEFALOPATIA CRÔNICA NÃO PROGRESSIVA DA INFÂNCIA. Revista Científica Da Faculdade De Educação E Meio Ambiente, 6(1), 14–26. https://doi.org/10.31072/rcf.v6i1.264

Edição

Seção

Artigos (Ciências da Saúde)