Investigação exploratória do nível de conhecimento dos profissionais do segmento de beleza (manicure/pedicure) sobre biossegurança no município de Jaru-RO.

Autores

  • Hilton Lopes Junior Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Rondônia - IFRO
  • Izabela Maria dos Santos Zanin
  • Thaynara Sthphene Avelino Luciano da Silva
  • Jeverson Marques dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.31072/rcf.v12i1.852

Palavras-chave:

Manicure/pedicuro, Biossegurança, Precaução padrão, Saúde-pública

Resumo

Introdução: As atividades desenvolvidas por profissionais de beleza e estética vêm despertando a preocupação de pesquisadores da área de biossegurança, destacando a profissão de manicure/pedicuro, caracterizada como uma atividade de risco, por conta das inúmeras patologias que estão associadas a mesma, a fácil contaminação e a rotatividade de clientes, onde a falta de adesão e conhecimento das normas de biossegurança, podem ocasionar um problema de saúde pública. Objetivo: avaliar o conhecimento, as ocorrências de acidentes e os fatores associados à adesão às medidas de biossegurança entre manicures/pedicuro no município de Jaru-RO. Método: trata-se de um estudo descritivo, do tipo survey, conduzido no período de janeiro a julho de 2019, realizado com 30 profissionais, sendo divididos em dois grupos: grupo A (N=15, manicures e pedicuro autônomas) e B (N=15, manicures e pedicuro que trabalham em salões de beleza). Resultados: no que diz respeito à adesão e conhecimento às normas de precauções padrões, obteve resultado satisfatório quanto a higienização das mãos, no entanto, quando observada as respostas voltadas aos Equipamentos de Proteção Individual, notou-se que 27,7% das entrevistadas não utilizam estes equipamentos durante os procedimentos estéticos. Em relação a situação vacinal, 80% das entrevistadas possuíam cartão de vacina, mas apenas 30% recebeu a quantidade de doses corretas da vacina contra hepatite B e 50% estava com a vacina contra tétano atualizada. Esse dado é extremamente preocupante, visto que nesse setor de trabalho, o risco de contaminação é altíssimo. Quando comparados os grupos A e B em relação a adesão e o conhecimento, verificou-se que grupo B apresenta maior adesão e conhecimento sobre as precauções padrões. Conclusão: Através desses dados, observa-se a necessidade de políticas públicas enfocando à saúde do trabalhador, além de ações de educação em saúde, voltadas a essa categoria, com o intuito de minimizar os acidentes de trabalho e contaminações cruzadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-03-29

Como Citar

Junior, H. L., Izabela Maria dos Santos Zanin, Thaynara Sthphene Avelino Luciano da Silva, & Jeverson Marques dos Santos. (2021). Investigação exploratória do nível de conhecimento dos profissionais do segmento de beleza (manicure/pedicure) sobre biossegurança no município de Jaru-RO. Revista Científica Da Faculdade De Educação E Meio Ambiente, 12(1), 1–18. https://doi.org/10.31072/rcf.v12i1.852

Edição

Seção

Artigos (Enfermagem)